Assistência de enfermagem aos portadores de hipertensão arterial sistêmica e diabetes mellitus

Clecilene Gomes Carvalho

Resumo


A Hipertensão Arterial Sistêmica e o Diabetes Mellitus são doenças crônicas responsáveis por complicações como o acidente vascular cerebral, infarto agudo do miocárdio, doença renal crônica terminal, amputações de membros inferiores e cegueira. Estima-se haver no Brasil cerca de 7.800.000 de adultos com diabetes e 33.000.000 com hipertensão, diagnosticados. A coordenação do cuidado de uma doença crônica exige contato regular e contínuo com o portador. Dentre os profissionais da área de saúde a enfermagem é a que passa mais tempo em contato com o paciente, por isso o objetivo deste trabalho é identificar a importância da assistência de enfermagem junto ao grupo HIPERDIA (hipertensos e diabéticos) e sua atuação profissional no processo de educação em saúde para o alcance da qualidade de vida dos pacientes inscritos neste grupo, visto que dentre as atribuições da enfermagem encontram-se a promoção, proteção e diminuição dos agravos que possam vir a ocorrer em decorrência de alguma patologia.

Palavras-chave


Hipertensão arterial. Diabetes. Grupo HIPERDIA. Assistência de enfermagem. Educação em saúde

Texto completo:

PDF


A abreviatura do periódico é e-Sci, o qual deve ser utilizado em bibliografias, notas de rodapé e para referências. ISSN: 1984-7688, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Licença Creative Commons
Todo o conteúdo da e-Scientia, exceto quando identificado, está licenciado sob uma licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada.