ANÁLISE DOS POLUENTES ATMOSFÉRICOS NO2 E O3 VIA AMOSTRADORES PASSIVOS DE BAIXO CUSTO

Danielle Cristine Miranda, Gabriel Campos Ferreira, Larissa Domingues Barbosa, Nara Luíza Andrade Pereira, Tatiany Ciríaco Ribeiro, Maikel Laurence Maloncy, Marcelo da Silva Batista

Resumo


O uso de equipamentos que monitorem a concentração de poluentes pode contribuir para prevenção de possíveis danos à saúde humana. Esse trabalho consiste no desenvolvimento de amostradores passivos de baixo custo para a determinação dos poluentes NO2 e O3 no campus Alto Paraopeba, através da análise fatorial e superfície de resposta. Os amostradores foram construídos em placas de Petri com filtros de papel contendo diferentes soluções absorvedoras para cada tipo de gás monitorado. Os amostradores de NO2 foram expostos no refeitório da Universidade e os amostradores de O3 foram expostos na sala de máquinas fotocopiadoras. Nos amostradores foram usadas diferentes quantidades de solução absorvedora e, também, diferentes tempos de exposição. Os resultados mostraram que a melhor condição para o NO2 foi obtida com 4,6 mL de solução absorvedora e no tempo de 68 horas de exposição. Nessas condições, a concentração de NO2 no Restaurante Universitário foi de 10,5 µg/m3. Para o ozônio, as concentrações variaram entre 4,2 µg/m3 e 40 µg/m3, e a melhor condição (3 mL de solução absorvedora e tempo de 77 horas) está localizada no ponto sela e não na região ótima do gráfico. Isso ocorre devido ao fato do ozônio se decompor rapidamente a oxigênio. Os amostradores passivos apresentaram resultados satisfatórios e recomenda-se seu uso como uma alternativa de baixo custo para o monitoramento de NO2 e O3 no Restaurante Universitário e sala de Fotocopiadoras.  

ABSTRACT

The use of equipment that monitors the concentration of pollutants can contribute to the prevention of possible damages to human health. This work is to develop inexpensive passive samplers for the determination of NO2 and O3 pollution in the campus Alto Paraopeba beyond the optimization of analytical methods by software that provides a complete environment for data analysis; by factor analysis and response surface generated by it. The samplers were constructed on Petri dishes with paper filter containing different absorbing solutions according to each monitored gas. The samplers were exposed to NO2 at university restaurant and others samplers were exposed to O3 at the photocopier room of the campus. In samplers were used different amounts of absorber solution and also different exposure times. The results showed that the best condition for NO2 was obtained with 4.6 mL of absorbing solution in time of 68 hours exposure. Under these conditions, the concentration of NO2 in the university restaurant was 10.5 µg/m3. For ozone, the concentrations ranged from 4.2 µg/m3 and 40 µg/m3, and the best condition (3 mL absorbing solution and time of 77 hours) is located at saddle point and not at the optimal region of the graph. This is because ozone has rapidly decomposes to oxygen. Passive samplers presented satisfactory results and it is recommended to use them as a low cost alternative for the monitoring of NO2 and O3 in the University Restaurant and Photocopiers room.

Palavras-chave


Amostrador passivo. Dióxido de nitrogênio. Ozônio. Poluente.

Texto completo:

PDF

Referências


BATISTA, M. S. Catalisadores Cu/ZSM-5 e Fe/ZSM-5 – Avaliação na Redução de NO a N2 com Hidrocarbonetos. Tese de doutorado. PPGEQ/UFSCar, 2002.

BRAGA, A. et al.. Poluição atmosférica e saúde humana. Revista USP, São Paulo, n.51, p. 58-71, 2001.

BUCCO, M. V. S. Construção e testes de validação de amostradores passivos para dióxido de nitrogênio e ozônio. Dissertação (Mestrado Profissional em Meio Ambiente Urbano e Industrial/Meio Ambiente Urbano e Industrial), Setor de Tecnologia, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2010.

CONAMA - Resolução n°. 003, de 28 de Junho de 1990. Diário Oficial da União, Brasília, de 22/08/90.

COSTA, M. P. et al.. Determinação da Concentração de Dióxido de Nitrogênio na Atmosfera em Área Urbana do Município de Manaus-AM. 53° Congresso Brasileiro de Química, 2013.

KLONOFF-COHEN, H.; LAM, P. K.; LEWIS, A. Outdoor carbon monoxide, nitrogen dioxide, and sudden infant death syndrome. Arch Dis Child, 90, p. 750–753, 2005.

LONGATI, A. A. et al.. Conversão Química de NO e CO sobre Catalisadores à Base de Óxidos de Cobalto ou de Ferro. Química Nova, v. 37, p. 221-225, 2014.

MAIA, L. F. P. G.; OLIVEIRA, V. Avaliação das concentrações de O3 na cidade do Rio de Janeiro empregando o método dos tubos passivos. In: Congresso Brasileiro de Meteorologia, Rio de Janeiro. Anais dos Congressos Brasileiros de Meteorologia. SBMET p. 2921-2929, 2000.

MELCHERT, W. R.; CARDOSO, A. A. Construção de amostrador passivo de baixo custo para determinação de nitrogênio. Quím. Nova, Vol. 29, nº 2, 365- 367, 2006.

SKALSKA, K.; MILLER, J.S.; LADAKOWICZ, S.; Tendency to NO abatement: a review. Science of the total environment, v. 408, n. 19, p. 3976-3989, 2010.

VIEIRA, L. C. Uso de amostradores passivos para o monitoramento do ar. Universidade de passo fundo faculdade de engenharia e arquitetura curso de engenharia ambiental. Passo Fundo, 2012.

VOLK, H. E. et al.. JAMA Psychiatry. 70(1), p. 71-77, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.18674/exacta.v10i1.1960

ISSN 1984-3151