A Falta de Usabilidade Impede o Acesso à Informação e Consequentemente a Cidadania

Maria Celi Neto Ferreira, Cayley Guimarães

Resumo


Esse artigo analisa um site do governo de Minas Gerais do ponto de vista da sabilidade para verificar como a falta desse quesito impede a cidadania. As emandas do “Fale Conosco” e a enquete proposta no site serviram como indícios do problema. Para a comprovação da falta de usabilidade foram feitas avaliações heurísticas, segundo os critérios de Jakob Nielsen. Em seguida, foram realizados testes com usuários. Muitas inconformidades encontradas foram corrigidas, gerando vários ganhos para o site do Instituto, inclusive um selo de qualidade avançada que poucos sites do governo alcançaram. As análises e conclusões desse estudo mostram que a falta de usabilidade impede o exercício da cidadania no contexto analisado.
Palavras-chave: Cidadania.. Usabilidade. Heurística.

Palavras-chave


Cidadania; Usabilidade; Heurística

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18674/exacta.v2i2.234

ISSN 1984-3151